Contabilidade fiscal: veja como funciona e como pode ser incorporada

Contabilidade fiscal: veja como funciona e como pode ser incorporada

Você, como gestor, conhece os benefícios que a contabilidade fiscal pode trazer ao seu negócio? Sabemos que a gestão eficiente está relacionada com inúmeras práticas contábeis, que, quando agregadas a procedimentos empresariais, asseguram evolução e sucesso ao empreendimento. Porém, para que isso ocorra, é necessário que o gestor tenha noção das premissas básicas que sucedem o elemento fiscal de sua empresa.

Planejamento, estratégia, controle e adequação são processos fundamentais para estruturar a parte fiscal da empresa. Para esse fim, é essencial a análise de alguns tópicos relevantes para implementação do método. A fim de auxiliá-lo no processo, disponibilizamos aqui 4 dicas para que você passe a utilizar o sistema fiscal ao seu favor. Ficou interessado? Então acompanhe este post!

O que é contabilidade fiscal?

Refere-se a uma tarefa que tem como função assegurar a perfeita execução de todas as obrigações da legislação fiscal nacional, sejam elas para pagamento de impostos ou transmissão de dados tributários aos órgãos de arrecadação e fiscalização do governo.

Em resumo, a contabilidade fiscal faz a conciliação e geração dos tributos de uma empresa. Para tanto, adotam-se procedimentos que auxiliam no registro e escrituração de todos os fatores geradores de tributos, como:

  • PIS;

  • COFINS;

  • ISS;

  • ICMS;

  • IPI;

  • CSLL;

  • IR.

Em resumo, a responsabilidade desse segmento é realizar cálculos que estão ligados ao patrimônio da empresa. É fundamental esse tipo de serviço dentro da empresa, pois é por intermédio dele que o gestor consegue manter o controle dos impostos que incidem sobre a sua empresa, evitando, assim, possíveis erros no momento da apuração.

Qual a importância da contabilidade fiscal dentro da minha empresa?

Atualmente, uma das razões recorrentes para fechamento de firmas são as irregularidades fiscais. Você, como proprietário, não gostaria que o mesmo acontecesse com seu negócio, não é mesmo?

Para evitar que isso ocorra, é necessário organizar e controlar todos os pagamentos de impostos, taxas e tributos que reincidem sobre sua empresa. Inicialmente, coordene o segmento financeiro e administrativo, de forma que todas as obrigações fiquem em dia, seja com os fornecedores ou órgão públicos. Dessa maneira, você consegue evitar que seu empreendimento tenha problemas com o governo devido à irregularidade nas ações.

Quando implementada do jeito certo, a contabilidade fiscal vai averiguar toda a carga tributária que envolve as operações que sua empresa faz. Por isso, esse planejamento estratégico tem o poder de afetar diretamente a lucratividade e viabilidade do seu negócio.

Quais são as principais dicas para incorporar o método na minha empresa?

Regime tributário

O Brasil é um dos países com a maior carga tributária do mundo, com percentual que pode chegar a 40%, e a tendência é que essa porcentagem se eleve com o passar dos anos. Com isso, é indispensável que empresários procurem, na lei, alternativas para atingir resultados melhores.

Para isso, o regime tributário surge para auxiliar na elaboração de planejamento estratégico para as seguintes finalidades: reduzir os valores pagos em tributos, evitar incidências de impostos, trocar o enquadramento, retardar pagamentos de forma legal e, o mais importante, adaptar a contabilidade fiscal.

Planejamento tributário

É um mecanismo fundamental de gerenciamento para quem deseja reduzir pagamentos de tributos, o que influencia diretamente as decisões que são tomadas em conformidade com o desenvolvimento do negócio. Aqui, a administração de tributos pode ser aplicada utilizando as seguintes ramificações:

  • estratégica;

  • corretiva;

  • operacional;

  • preventiva.

Todas essas formas têm finalidades diferentes. Por isso, é importante ter conhecimento adequado e aprofundado no método para que seja possível aproveitar ao máximo todos os benefícios que ele oferece.

Cálculos de alíquotas

Como já foi dito, a contabilidade fiscal auxilia os administradores na apuração correta dos impostos. É comum que empresas tenham problemas com FISCO devido ao cálculo feito de forma errônea. Além disso, o regime tributário adotado pela empresa afeta diretamente a porcentagem da alíquota que é aplicada no momento da contabilização dos tributos.

Por exemplo, o imposto mais conhecido pelos empresários, o PIS. No Lucro Presumido, a porcentagem para o cálculo dele é de 0,65%, já no Lucro Real é de 1,65%. Isso significa que a utilização da alíquota errada pode gerar prejuízo financeiro irreparável, além de criar um problema fiscal enorme com o governo.

Crédito tributário

O crédito tributário pode ser estabelecido como o combinado de pagamento do objeto da obrigação tributária. Isto é, no momento em que é determinado a relação jurídica entre credor e devedor, estabelece-se a obrigatoriedade de quitação dos impostos.

Diante disso, podemos afirmar que a empresa com obrigação tributária tem a permissão de reivindicar o objeto prestacional, que normalmente é representado em dinheiro. Organizações que optam por não utilizar a contabilidade fiscal, perde o direito de usufruir todos os benefícios desse crédito tributário.

Impostos como ICMS, PIS, COFINS e ISS dispõem dessa possibilidade de crédito. Porém, para que esse procedimento seja válido, é necessário que os cálculos de todas as obrigações sejam feitos de forma correta.

Outro ponto relevante sobre o assunto é sobre a dificuldade que uma empresa pode enfrentar ao tentar obter empréstimo ou linha de crédito junto às instituições financeiras devido ao não pagamento dos impostos em dia.

Por que devo incorporar a contabilidade fiscal na minha empresa?

Primeiramente, para evitar problemas com o FISCO e eventuais prejuízos, como pagamento de tributos indevidos, cálculo com alíquota errada ou o possível encerramento das atividades devido aos custos e débitos com tributos.

O método que apresentamos no texto é uma ótima opção para prevenir erros fiscais que podem ocorrer por conta da falta de conhecimento na área. Por esse motivo, indicamos que os empresários busquem o auxílio especializado de profissionais do setor contábil.

Se você deseja tranquilidade e segurança em todos os processos que envolvem a contabilidade fiscal do seu negócio é recomendável transferir a responsabilidade para uma empresa especializada no segmento. O contador encarregado ficará com a incumbência de elaborar e implementar o método correto, considerando atividade que sua empresa exerce dentre outras coisas. 

Para que você consiga o amparo adequado, entre em contato conosco. A Fazenda Contabilidade tem mais de 40 anos de história e oferece todos os serviços necessários para que você estruture de uma vez por todas a contabilidade fiscal do seu negócio.

Sobre o autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Banner

Share This