Veja como fazer um plano de marketing para seu negócio

Veja como fazer um plano de marketing para seu negócio

Todos os anos, gestores de negócios precisam pesquisar sobre como fazer um plano de marketing, o que inclui análises do ambiente, de concorrentes, público-alvo, tecnologias utilizadas, entre outros estudos.

Diversos administradores negligenciam a elaboração desse planejamento por entenderem que devem focar nos fatores produtivos, de precificação e de controle financeiro. Mas um marketing bem planejado é um dos elementos principais para o sucesso de qualquer empresa.

Se você não sabe qual a importância prática desse planejamento e como fazê-lo, continue lendo esta publicação para se aprofundar no assunto!

A importância de fazer um planejamento para marketing

Atualmente, uma empresa que não efetue esse tipo de plano não consegue sobreviver no mercado, em razão do forte cenário de concorrência. De acordo com o Serasa Experian, surgiram mais de 2.2 milhões de empresas em 2017, sendo 78,7% delas Microempreendedores Individuais.

De acordo com os dados acumulados pela Deloitte e publicados pelo MoneyTimes, 97% dos empresários se mostram otimistas com o ambiente empresarial para 2019 e pretendem empreender.

É inegável que o cenário já se encontra excessivamente concorrido e se tornará ainda mais nos próximos anos. Mas as empresas que arquitetarem um marketing eficiente e com objetivos bem estabelecidos conseguirão se destacar no mercado, se desenvolvendo mesmo nesse cenário competitivo.

Além disso, mesmo que uma empresa já tenha uma estratégia estabelecida, todos os anos surgem novas tecnologias e táticas de marketing que podem ser aproveitadas pela empresa para inovar no mercado e maximizar os resultados, por essa razão também é relevante renová-lo constantemente.

Dicas de como fazer um plano de marketing para 2019

Estudo de mercado

Ter domínio sobre as forças internas e externas do mercado que afetam o negócio é um recurso relevante para a empresa em diversos aspectos.

O gestor deve conhecer seus parceiros, os concorrentes, o ambiente econômico do país e até mesmo o mercado global de seus produtos ou serviços. Em relação ao marketing, as dinâmicas mais importantes que o empreendedor deve conhecer para elaborar uma boa estratégia são:

  • sazonalidades de maior impacto;
  • diferenciais desenvolvidos pelos concorrentes;
  • principais tecnologias utilizadas no meio empresarial;
  • fatores que diferenciam segmentos; e
  • público-alvo.

Esses estudos são importantes para que você consiga saber quais são as estratégias utilizadas pelos concorrentes mais bem-sucedidas, como também quais foram as que não trouxeram resultados.

Faz-se relevante saber que não se deve efetuar uma simples cópia das estratégias de terceiros, isso pode ser visto de forma negativa pelos consumidores, o que gera uma imagem ruim para sua empresa. Portanto, recomenda-se que o gestor aprenda com os erros de terceiros e se inspire nos bem-sucedidos.

Definição do público-alvo

Nesse ponto você deve definir a parcela da população cujo interesse pelos seus produtos e serviços é mais relevantes. Será a partir desse estudo que você moldará o atendimento, produtos, serviços, ambiente do estabelecimento, ações de publicidade e de marketing para torná-los mais adequados ao público-alvo.

Trata-se de um trabalho complexo e minucioso, é preciso que o gestor analise os potenciais compradores a partir dos seguintes fatores:

  • geográfico: tamanho do seu potencial mercado, assim como sua localidade, ou seja, se o seu negócio atenderá um bairro, uma cidade, um estado ou todo o território nacional;
  • demográfico: consiste nas características pessoais do público, como sexo, profissão, poder de compra, nível de escolaridade etc.;
  • comportamental: são os hábitos de consumo do cliente, como os tipos de lançamentos e promoções que o atraem, o nível de qualidade aceitável do produto, quais preços são acessíveis etc.;
  • psicográfico: é o estilo de vida dos clientes, o que inclui seus ideais,

Além do público-alvo, também é interessante formar uma Persona do negócio, esse o que consiste na personificação do cliente. Isso significa que você criará uma pessoa imaginária com nome, problemas, comportamentos e ideais, que representa seu consumidor ideal. Entenda a diferença:

  • público-alvo: homens, jovens, residentes em São Paulo e com ensino superior;
  • persona: Márcio, mora em São Paulo, tem graduação em contabilidade e tem dificuldade em abrir seu próprio escritório, gosta de pesquisar sobre o tema no seu tempo livre.

Construção da marca

A marca do negócio é um elemento complexo, não se trata de um simples nome ou imagem que representa a empresa, ela evidencia a qualidade dos produtos, os valores da empresa, qual é o seu público e muito mais. É preciso estudar a sua construção e, se for viável financeiramente, contratar uma agência especializada para auxiliá-lo nesse processo.

Os clientes sempre ligarão sua marca a uma ideia e uma mensagem, por isso é preciso tomar cuidado com o que será transmitido em toda a experiência do cliente durante a prestação de serviço ou compra até o pós-venda.

Definição de objetivos e metas

O planejamento de marketing deve ter objetivos predeterminados. A partir da missão e visão do negócio, previamente definidos no planejamento estratégico, crie objetivos generalizados, alguns exemplos são:

Após, será preciso estabelecer as metas, isto é, os meios para alcançar os objetivos. Eles devem ser quantificáveis, mensuráveis e alcançáveis no campo prático, alguns exemplos são:

  • aumentar o número de clientes em certa localidade em 20% dentro de um ano;
  • aumentar vendas para o público de consumidores de perfis modernos em 5% ao mês durante um ano.

Dessa forma, toda a equipe concentrará seus esforços para alcançar os objetivos, como também o gestor poderá mensurar se a estratégia está trazendo os resultados desejados.

Mix dos cinco P’s do Marketing

Cada indivíduo tem uma necessidade específica que precisa ser atendida para concretizar a compra de um produto. Esses desejos podem ser elencados em cinco fatores chamados de “5 P’s do Marketing”, trata-se de uma estratégia que visa satisfazer essas necessidades e maximizar as hipóteses de venda:

  • produto: o que a sua empresa oferece, pode ser um serviço também. Recomenda-se que, além de atender as necessidades do cliente, ofereça um diferencial perante os concorrentes;
  • preço: é o quanto os consumidores estão dispostos a pagar pelo produto. O valor deve compensar todas as despesas, custos e ainda proporcionar uma boa margem de lucro;
  • praça: são as formas que seus produtos chegam ao cliente, se será por um ponto físico, entregas ou comércio digital. O gestor deve conhecer todo o processo: estoque, fornecimento, transporte e recepção;
  • promoção: é o estímulo às vendas para atrair os clientes, eles podem consistir em lançamentos, novos produtos etc. Aqui também estão incluídas as mídias que promoverão as mercadorias, como internet, influenciadores ou TV;
  • pessoas: consiste no elemento humano no negócio. Lembre-se que a satisfação dos clientes também depende das ações dos colaboradores, por isso eles devem conhecer o posicionamento da marca e se comunicar com seu público-alvo.

Definição de orçamento

O administrador deve controlar precisamente as entradas e saídas de capital da empresa para que ele consiga bancar todas as ações de marketing ao longo do ano. Entre os elementos que devem ser considerados no cálculo estão:

  • workshops,
  • divulgações, em geral;
  • criação de novos produtos ou embalagens;
  • patrocínios;
  • realização de eventos;
  • treinamento de equipes.

É importante destacar que podem ocorrer imprevisibilidades que fazem com que as atividades sejam remanejadas ou cortadas, o que aumenta ou reduz a necessidade de capital para manter o planejamento.

Com a leitura deste conteúdo, pode-se concluir que a boa intenção não é suficiente para sobreviver no mercado. É preciso saber como fazer um plano de marketing efetivo, com objetivos bem delineados, considerando o mercado e com um orçamento preparado.

Deixe um comentário neste post. Queremos saber o que achou do nosso conteúdo!

Sobre o autor

Fazenda Contabilidade

Com mais de 40 anos de história, a Fazenda Contabilidade é uma empresa tradicional. Mas tradição não é olhar para trás e se manter preso ao passado. É ter conhecimento e segurança para que os próximos passos sejam dados com firmeza. É a história de quem sempre inovou e vai continuar inovando, para atender cada vez melhor aos seus clientes. A Fazenda é uma assessoria empresarial completa, com um time de profissionais de diversas áreas que, juntos, vão cuidar de todos os processos da sua empresa. Com a tradição de quem inova há mais de 40 anos, temos o know-how e a qualidade necessários para ser seu melhor parceiro de negócios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Banner

Share This